CURIOSIDADES

Você sabia?
  • A palavra "urucum" tem origem na língua tupi-guarani (uru-cu) e significa "vermelho".

  • O urucum também é conhecido no Brasil por outros nomes como urucu, açafrão, açafroa e açafroeira-da-terra.

  • Na língua espanhola o urucum é chamado de "achiote" e em inglês de "annatto".

  • A primeira referência ao urucum pode ser atribuída à carta em que Pero Vaz de Caminha relata o descobrimento do Brasil ao Rei Dom Manuel, em 1º de Maio de 1500.

  • Os Astecas, civilização que se desenvolveu entre os séculos XIV e XVI, onde hoje é o México, misturavam o corante de urucum com cacau para produzir uma bebida com a aparência de sangue humano e a utilizavam em seus rituais.

  • O urucum foi o primeiro corante vegetal a ser comercializado em larga escala com a Europa. Em 1644 mais de 15 Toneladas de sementes foram enviadas para a Europa a partir do Porto de Vera Cruz no México.

O urucum além da cor vermelha

O urucum vem adquirindo notoriedade por também conter em seu arilo outras substâncias de importância para a saúde do homem, como os tocotrienóis, geranilgeraniol e vários outros terpenos. Esses compostos poderão, em um futuro próximo, explicar grande parte das propriedades farmacológicas tradicionalmente atribuídas ao urucum como anti-inflamatório, expectorante, febrífugo, cicatrizante e repelente de inseto, entre outras.

Evolução no número de artigos científicos publicados

Os trabalhos científicos sobre a cultura do urucum multiplicaram-se na última década. Uma pesquisa com o termo “urucum” na Scientific Eletronic Library Online – Scielo -indicou uma evolução no número de artigos científicos indexados por esse termo, passando de 21 publicações na década de 1996 a 2005 para 43 artigos científicos de 2006 a 2015.

Coleção de urucum do Instituto Agronômico

 

O Instituto Agronômico de Campinas - IAC - mantém no Polo Regional Centro Norte da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios - APTA - no município de Pindorama, SP um banco de germoplasma de Urucum com 62 acesso. Essa coleção tem sido utilizada para diversos estudos por diferentes áreas de pesquisas.

Outros corantes naturais para alimentos​

Palestra ministrada no 1º Seminário de Inovação na Cadeia Produtiva de Alimentos - ITAL - 11 a 14 de Abril de 2011, por Paulo Roberto Nogueira CARVALHO, Pesquisador Científico do Instituto de Tecnologia de Alimentos.

Podemos considerar que a terminologia corantes naturais para alimentos pode ser empregada para definir substâncias ou a mistura de substâncias que possuem a propriedade de conferir ou intensificar a coloração de alimentos ou bebidas e que são obtidas a partir de vegetal, ou eventualmente de animal, cujo princípio corante tenha sido isolado com o emprego de processo tecnológico adequado.

Carpelos

A grande maioria das cachopas de urucum apresentam dois carpelos ou seja são separadas em duas partes, porém algumas cachopas apresentam três carpelos . Essa forma de cachopa tricarpelar não representa um maior número de sementes por cachopa.

Cachopa bicarpelar

Cachopa tricarpelar

© 2017 www.ourucum.com.br.